outro-
press to zoom
marcelle-outro-jpeg
press to zoom
outro-3x4
press to zoom
marcelle-lubs-outro-jpeg
press to zoom
1/1

Outro

2021
fotografias e intervenção digital

O “Outro” é uma série já iniciada que mescla o trabalho das artistas Izabela Santiago (retrato) e Mayara Smith (pintura, ilustração). Iniciada com as fotografias “Outros Seres” (2022)¹, a série registra imagens de duplas de humanos que assumem, frente a câmera, a formas inspiradas nos personagens das pinturas de Mayara: os “seres”. Figuras humanoides, mas que não carregam nenhuma semelhança com humanos e tentam personificar e representar a fisicalidade dos sentimentos e angústias. 

 

Tanto na tela quanto durante o processo, o projeto gira em torno da dualidade: duas artistas, duas técnicas, dois corpos, dois personagens; dois lugares… do eu e do outro. As relações entrelaçadas. 

 

Na tela, os corpos são gêmeos: se complementam, mas são separados. São pretos e brancos. Diferem-se em mínimos detalhes e características – ou o que podemos ver delas. Não há abertura para o fora de cena, situações contextuais ou históricas. Os personagens são reduzidos àquilo que vemos deles. Mesmo que seus corpos, tradicionalmente, sejam rejeitados pela sociedade.

 

Na técnica, a ontologia da fotografia, de afirmar que não há sombra de dúvida do que é fotografado existiu e há como provar², é questionada pelas intervenções. Como dizer que os corpos tatuados foram tatuados e não são intervenções posteriores? Quem dirá que estes seres, não só os corpos humanos, não são reais?

 

O processo do “Outro” acontece a partir de alguns passos: a convivência das duas artistas, seguido da relação delas com o espaço e as pessoas que convivem. Durante o início do desenvolvimento, é fundamental para elas conectarem com o meio: conhecerem pessoas e espaços, e daí fazerem uma seleção do que encaixa. Após a pesquisa, a produção das imagens (ensaio, modelo, correção de cor e impressão) e por fim a intervenção digital ou manual.